19 de abril de 2017

Hot cross buns saudáveis


Páscoa pede folares, pede família, pede tradições!
Esta Páscoa foi diferente. Habitualmente é em casa da minha avó paterna, vamos à missa no domingo e depois temos a visita Pascal.
Este ano tivemos que vir mais cedo, o trabalho assim o exigiu. O domingo foi passado em Coimbra onde já não há a mesma tradição!
Mas sábado ainda houve tempo para ir com a avó buscar o cabrito e para ajudar com os temperos que têm que ser rigorosamente aqueles! À falta de salsa ainda sugeri trocar por coentros que havia imensos pelo quintal e a salsa tinha acabado de ser plantada! Não, não é assim a receita :)
Mas a vida em terras pequenas é diferente! Chegamos a casa do senhor a quem a minha avó compra o cabrito todos os anos e ele convidou-nos para umas comermos umas febras que tinha matado um porco durante a manhã!! Viemos com o cabrito e com um grande ramo de salsa que ele apanhou num instante! (E só não viemos com as febras na barriga porque não havia fome para isso não foi por falta de insistência do sr!)


Trago-vos uns hot cross buns sem açúcares, sem glúten, meios toscos mas tão saborosos :)
Ficam muito mais pesados que os originais mas são tão bons que se comem num instante e sem culpas!



Receita baseada em: ascensionkitchen

Ingredientes:
- 250g de farinha de arroz integral
- 150g de amido de tapioca
- 100g de farinha de millet
- 1 colher de chá de goma xantana
- 1 chávena de leite de amêndoa
- 1/2 chávena de mel
- 1 saqueta de fermento (7g)
- 1/4 chávena de óleo de coco
- 2 colheres de chá de cabela
- 1 colher de chá de gengibre
- 1 colher de chá de açafrão
- 1/2 colher de chá de noz moscada
- 1/2 colher de chá de sal
- raspa de uma laranja
- 1 chávena de arandos secos
Para cruzar:
- 2 colheres de sopa de farinha de arroz
- água a ferver suficiente para criar uma pasta
Para pincelar:
- 1 colher de sopa de açúcar de coco
- 2 colheres de sopa de água a ferver


Preparação:
1 - Pré-aquecer o forno a 180º.
2 - Misturar o leite morno com o mel e com o fermento. Deixar repousar alguns minutos.
3 - Adicionar o óleo de coco derretido.
4 - Juntar as farinhas, as especiarias, a raspa de laranja e os arandos.
5 - Misturar bem e deixar a massa repousada durante cerca de 45min num local morno com um pano a cobrir.
6 - Dividir em 10 a massa e formar bolinhas. Colocá-las num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixar levedar por mais 30-45min.
7 - Misturar a farinha de arroz com a água e cruzar os pãezinhos.
8 - Levar ao forno pré-aquecido anteriormente a 180º durante 15-20min.
9 - Pincelar com a mistura do açúcar de coco e a água a ferver quando saírem do forno.


15 comentários:

  1. Joana, a Páscoa na aldeia é outra coisa, tem outro encanto. Adorei a tua narrativa.
    Os paezinhos devem ser deliciosos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Adorei o texto e os hot cross buns ficaram adoráveis!
    Beijinho
    https://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Não há dúvidas que não há como as tradições da aldeia! Muito mais enraizadas e tradicionais! É pena que aos poucos se vão perdendo um pouco por todo o lado. Esses pãezinhos ficaram lindos, já lanchava! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Hello, minha linda Joana!
    Acho tão lindo tradições, parabéns pela linda família que você tem!
    Os teus pãezinhos ficaram lindos, amei a mistura dos ingredientes!

    Beijinhos ♥

    ResponderEliminar
  5. Querida Joana: tão bonita e bem contada esta história da tradição lá na casa da avó.Adorei! Já os hot cross buns estão bem apetitosos. Este ano não fiz,mas ainda ando com vontade de os fazer.Com a tua receita devem ser bem saborosos.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  6. Tem bom aspeto, fiquei com vontade de experimentar...

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  7. Que saudades dos tempos na terra da Avó!
    Este post fez me reviver tão bons pensamento!!!
    Quanto a receitinha, se os olhos comessem ...... :)
    Delicia!

    ResponderEliminar
  8. Nossa que demais, você ainda tem uma avó para compartilhar com vc conhecimento e tradições!!! Sou Brasileira, porém meus avós paternos vieram de Portugal, da Ilha da Madeira, meu avô morreu cedo eu nem o conheci, minha avó morreu em 1986 (eu tinha 9 anos!) mas guardo lembranças lindas com ela! Não temos uma tradição Portuguesa, talvez porque eles vieram crianças de Portugal, se criaram e se conheceram no Brasil, mas tenho muito orgulho em dizer que sou descendente de Portugueses, nunca fui a Portugal, mas tenho planos de um dia conhecer este País que eu acho tão lindo!!! Sua receita é muito bonita assim como a história dela!!! Tenha uma ótima semana!!! Bjks

    ResponderEliminar
  9. Parecem maravilhosos, quentinhos com manteiga são uma delicia. Beijinhos
    http://asreceitasdasisi.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Toscos mas na minha opinião muito apetecíveis!!! Provava já :D
    Gostei imenso de ler o que escreveste, gosto de tradições e se essas nos ligarem a pessoas que tanto amamos melhor ainda!
    Beijinho enorme**

    ResponderEliminar
  11. Adorei a tua introdução Joana, pois remeteu-me directamente a casa dos meus avós e às tradições e visitas pascais. Tão lindo e tradicional que me deu saudades.
    Engraçada a história da salsa, pois a minha avó, também nunca temperava o cabrito sem salsa, nem que tivesse de correr a aldeia toda, casa a casa para arranjá-la, lol.
    Ficaram lindos os teus hot cross buns e saudáveis, ainda melhor. Nota-se na textura interior que são mais pesados mas nem por isso menos bons, acredito.
    Beijinho grande,
    Lia

    ResponderEliminar
  12. Obrigada a todos pelos simpáticos comentários :)
    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  13. Que bom aspecto :P conheci recentemente a receita destes pequenos "bolinhos", mas esta versão mais saudável, ainda me agrada mais

    De aprendiz a chef

    ResponderEliminar

  14. Olá amiga, boa noite. Navegando na net encontrei seu blog, amei suas postagens e já estou seguido e com certeza voltarei mais vezes aqui.

    Convido você a conhecer os meus blogs e páginas, se gostar segue ou curta, ficarei feliz e agradecida.
    Tenha uma abençoada noite e um amanhecer feliz.
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    https://pensador.uol.com.br/colecao/lourdesduarte/
    http://filosofia-e-romantismo-na-vida.webnode.com/minhas-poesias/

    ResponderEliminar
  15. As tradições são tão boas.
    Li-te e revi um pouco das minhas. Por cá ainda se mantém.
    Páscoa normal, e depois temos a Pascoela que é mesmo celebrada quase como antigamente, com o padre a passar de casa em casa. E nós a corrermos as casas amigas e de família abertas, com ervas e flores pelo chão e boa comida na mesa :) tão bom!
    E adoro hot cross buns, e a tua alternativa parece deliciosa.
    Adoro ver como te vais adaptando ao gluten free.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar